Vou pro Sereno – Nada pra Fazer (2019)



Vou pro Sereno - Nada pra Fazer (2019)

Artista: Vou pro Sereno
Musica: Nada pra Fazer
Lançamento: 2019
Gênero: Pagode
Formato: MP3
Qualidade: 320 Kbps


Baixar Vou pro Sereno – Nada pra Fazer (2019) MP3


Letra:

Churrasco na brasa, cerveja gelada
Nada pra fazer, nada pra fazer
De bobeira em casa, com a rapaziada
Nada pra fazer, nada pra fazer
Churrasco na brasa, cerveja gelada
Nada pra fazer, nada pra fazer
De bobeira em casa, com a rapaziada
Nada pra fazer, nada pra fazer
Vem sentir a energia que nos contagia ver todos cantando
Pois até me faz lembrar lá do samba da Doca
E o cacique de Ramos
Deixa esse som te levar, sentir o corpo tremer
Nada pra fazer, nada pra fazer
Alegria em cada olhar, que da orgulho e prazer
Nada pra fazer, nada pra fazer
Churrasco na brasa, cerveja gelada
Nada pra fazer, nada pra fazer
De bobeira em casa, com a rapaziada
Nada pra fazer, nada pra fazer
Esse samba que encanta, o povo chegando
Ninguém fica só
Olha essa preta do lado sensualizando seu borogodó
E tem até partido alto pra cantar em fá maior
E pra animar essa galera, vou cantar um bororó
Bororó, bororó, bororó, bororó
Bororó, bororó, bororó, bororó
Bororó, bororó, bororó, bororó
Bororó, bororó, bororó, bororó
Churrasco na brasa, cerveja gelada
Nada pra fazer, nada pra fazer
De bobeira em casa, com a rapaziada
Nada pra fazer, nada pra fazer
Churrasco na brasa, cerveja gelada
Nada pra fazer, nada pra fazer
De bobeira em casa, com a rapaziada
Nada pra fazer, nada pra fazer
O meu sonho verdadeiro é gostoso de sonhar
Todo mundo no terreiro indo até o sol raiar
Sob a luz da poesia
É tão doce de cantar
E ao som dos tantãs e dos balangandãs
Eu não quero parar
Vou sambando, sorrindo, cantando
Ao sabor do luar
É um samba dolente ou até de repente
Pra gente versar
E me encanta, se canta e se planta a raiz popular
Samba é filosofia
Fidalguia do salão
Tem a força e a magia
Que acende o coração
E pra minha alegria
O meu samba vai além
É a minha bandeira, paixão verdadeira
Que me satisfaz
Essa luz tão divina ilumina os nossos quintais
É um samba envolvente presente na gente Nascente da paz
Essa luz tão divina ilumina (na palma da mão)
Bororó, bororó, bororó, bororó
Bororó, bororó, bororó, bororó
Bororó, bororó, bororó, bororó
Bororó, bororó, bororó, bororó

Updated: 20 de setembro de 2019 — 02:14

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

/w